Gostou? Compartilhe !!!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Não me deixe sufocar

Caminhei nas profundas entranhas da morte, procurei por ti, mas apenas encontrei um jardim cinza de rosas murchas regadas pela dor. Me senti muito só com as visões passadas a minha frente... Conter o que sinto tem ficado mais difícil. Procuro ficar distante de teus pensamentos, distante das rosas, distante da vida e do mundo onde um dia já me senti vivo. Vejo tudo se desfazer como partes de um lindo cristal a se desintegrar. Sinto que tudo isso não passou de um toque sujo de meus sentimentos, sim os mesmos sentimentos que me levaram a tamanha atitude desesperada. Tamanha essa que me levou ao profundo abismo; um vale obscuro onde o choro é apenas algo que congelou em meu coração. O que me corrói mais, é sentir que um dia não precisei pisar neste chão podre e me alimentar ao lado dos vermes que se alimentarão de mim em uma pequena passagem de transição menos dolorosa do que a própria existência minha. Me corrói escutar uma leve voz com tonalidades diretas a ti. Me faz lembrar que um dia eu chorei lágrimas de verdade, e que já foi verde o campo de flores e vida que hoje apenas existe em meus pensamentos. Sinto minha respiração ofegante, não sei mais se devo me revoltar com o que fiz ou tirar proveito deste mundo que criei. É como se eu estivesse dentro de uma coisa escura pronto para comer meus próprios vermes ouvindo uma linda e lírica voz a pairar nos meus ouvidos, doce como o talento de ser um deus. O único sentimento que tenho sentido amargar em minha boca é: Não me deixe mais sufocar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...